METODOLOGIAS ATIVAS: CONHEÇA A APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS!

    INTRODUÇÃO

    Vocês certamente já viram falar muito por aqui sobre as tais metodologias ativas, tão presentes nas dinâmicas de ensino contemporâneas, e também nas práticas do Grupo Unis.

    Estamos realizando por aqui uma pequena série de textos detalhando as metodologias ativas, e apresentando exemplos de práticas desenvolvidas através dessas metodologias dentro das dinâmicas de atividades realizadas por professores e alunos do Grupo Unis. Vamos lá?!

    PAPEL DAS METODOLOGIAS ATIVAS NO ENSINO

    O principal objetivo desta metodologia de ensino é incentivar os alunos para que aprendam de forma autônoma e participativa, partindo de problemas e situações reais. Nessa proposta, o estudante está no centro do processo de aprendizagem, participando ativamente e sendo responsável pela construção do conhecimento.

    De acordo com professores e pesquisadores na área da Educação, a tecnologia traz hoje a integração de todos os espaços e tempos. O processo de ensinar e aprender acontece numa interligação constante entre o que chamamos mundo físico e mundo digital. 

    As metodologias ativas encontram, nessa nova realidade, um caminho amplo para explorar suas diversas ferramentas. Hoje vamos detalhar uma das possibilidades dessas metodologias, aplicadas fortemente nas aulas do Grupo Unis, sejam elas presenciais ou online: a aprendizagem baseada em problemas!

    APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS

    A ABP, também conhecida pela sigla em PBL (do inglês Problem-Based Learning) é uma proposta pedagógica que defende a ideia de que a aprendizagem deve ser baseada na solução de problemas.

    Esta concepção se baseia em alguns pilares:

    • organização temática em torno de problemas, e não de disciplinas;
    • integração interdisciplinar;
    • aplicação do conhecimento para a solução de problemas;
    • ênfase no desenvolvimento cognitivo;
    • abordagem centrada no aluno, na qual ele deve aprender por si próprio.

    QUAL A ORIGEM DA ABP?

    Embora esta metodologia tenha passado a fazer parte de propostas e debates há relativamente pouco tempo no Brasil, ela começou a ser desenvolvida em universidades do Canadá e Holanda no final da década de 60.

    A proposta se baseou nos conceitos do psicólogo americano Jerome Seymour Bruner e do filósofo John Dewey. O primeiro afirmava que a educação deveria colocar os estudantes em contato com problemas, incentivar a discussão de temas em grupos e a busca de soluções. Essa proposta foi chamada de Aprendizagem pela Descoberta. Dewey, por sua vez, defendia a ideia de que a educação deve ser baseada na reconstrução da experiência. É essa ponte com a realidade que produz o crescimento e motivação para a aprendizagem.

    Embora ambos tenham inspirado a ABP, ela foi desenvolvida primeiro através uma experiência na Harvard Business School, a proposta foi disseminada em outras universidades e contribuiu muito para a formação da base empírica que hoje endossa muitos dos princípios defendidos por esta abordagem.

    COMO FUNCIONA A ABP?

    Esta metodologia funciona de uma forma bastante diferente do tradicional. Ela derruba as barreiras entre as diversas disciplinas curriculares e utiliza as contribuições das diversas áreas do conhecimento para propor e solucionar problemas. O início do processo ocorre com o aluno estudando individualmente um tema determinado pelo professor antes da aula.

    Cabe a ele buscar as informações necessárias, compreender conceitos, anotar dúvidas e dificuldades. Essas anotações são levadas para a aula, onde ocorrem as discussões. O professor propõe problemas sobre os temas apresentado. Eles são discutidos em grupos com tutores, formados por no máximo 10 alunos. O objetivo do grupo não é apenas debater, mas chegar a uma solução.

    Cada um dos alunos precisa colaborar com seus conhecimentos, sua visão e seu raciocínio para chegarem a uma solução compatível com o problema apresentado.

    VANTAGENS DA ABP

    Os defensores desta metodologia atribuem uma série de vantagens ao modelo, como:

    • Estímulo à atividade do aluno;
    • Formação de indivíduos autônomos;
    • Desenvolvimento cognitivo avançado;
    • Aumento do senso de responsabilidade dos estudantes;
    • Desenvolvimento da capacidade de trabalho em equipe.

    METODOLOGIAS QUE TRANSFORMAM O ENSINO!

    São muitos os benefícios ao trazer as metodologias ativas para dentro da sala de aula. O principal é a transformação na forma de conceber o aprendizado, incentivando que o aluno pense de maneira diferente e resolva problemas conectando ideias.

    No Grupo Unis, queremos alunos proativos, então, buscamos adotar metodologias nas quais eles se envolvam em atividades cada vez mais complexas, e que tenham de tomar decisões e avaliar resultados, com apoio de materiais relevantes. Queremos que sejam criativos, então precisamos oferecer a eles inúmeras possibilidades de mostrar sua iniciativa.

    Esperamos que tenha gostado do conteúdo. Nos vemos no próximo texto da nossa série sobre Metodologias Ativas!

    Nível de ensino

    Posts Recentes

    Posts por Tópico

    Veja Todos!
    c86dde3c-4f11-40fd-868c-33c22ea31281-hs_file_upload-Banner-Pós
    c86dde3c-4f11-40fd-868c-33c22ea31281-hs_file_upload-Banner-Vestibular

    Assine para receber atualizações no email!

    Manual do aluno Unis-optimized