A importância da Libras, a Língua Brasileira de Sinais

Introdução

Um dos mais importantes instintos que a gente possui é a linguagem. Ela é parte integrante no nosso desenvolvimento como seres humanos, e sua falta gera graves consequências, tanto no campo intelectual, como emocional e social. É através da comunicação que a gente pode compartilhar ideias, sentimentos, emoções e mensagens. O que a gente precisa ter em mente é que nem sempre a comunicação ocorre de forma clara. Isso ocorre quando há deficiência na audição.

Uma pesquisa realizada pelo IBGE apontou que mais de 9 milhões de pessoas possuem deficiência auditiva. Isso corresponde a mais de 5% da população do Brasil. A sociedade tem feito diversos movimentos para permitir que as pessoas com deficiência possam fazer parte de todas as atividades, mas ainda assim, a pesquisa do CENSO mostrou que a comunidade surda ainda enfrenta muitas dificuldades no que diz respeito a comunicação e educação.

Libras, a Língua Brasileira de Sinais

Para se comunicar, a comunidade surda utiliza a Libras (Língua Brasileira de Sinais). Sua história se mistura com a dos surdos no país. Até o século XV, eles eram considerados ineducáveis, viviam reclusos e sem convívio na sociedade. O mundo todo tinha essa visão.

A partir do século XVI, a Europa começou um movimento de mudança em relação a essa realidade, iniciando aí a luta pela educação dos surdos. Eduard Huet, um surdo francês encabeçou esse cenário, e ao vir ao Brasil, em 1857, a convite de Dom Pedro II, fundou a primeira escola de surdos do país: o INES, Instituto de Educação de Surdos.

A Libras foi criada a partir de uma mistura entre a Língua Francesa de Sinais e de gestos já utilizados pelos surdos brasileiros. O que parecia ser um grande avanço, retrocedeu em 1880, durante um congresso sobre surdez em Milão, que proibiu o uso das línguas de sinais no mundo, acreditando que a leitura labial era a melhor forma de comunicação para os surdos. Isso não fez com que eles parassem de se comunicar por sinais, mas atrasou a difusão da língua no país.

A insistência no uso dos sinais e a busca pela legitimidade da língua de sinais fez com que ela voltasse a ser aceita. A luta pelo seu reconhecimento era retomada!

No ano de 1993, um projeto de lei buscou regulamentar a Libras como um idioma no país. Em 2002 (quase dez anos depois!) a Língua Brasileira de Sinais foi finalmente reconhecida como uma língua oficial do Brasil.

Vale ressaltar que ...

Existem várias características que são próprias da Língua Brasileira de Sinais. A gente levantou três pontos que os estudiosos consideram importantes e vamos te mostrar agora:

- A Libras é uma língua e não uma linguagem;

- A Libras é um idioma oficial do nosso país, possuindo estrutura e regras próprias;

- A Libras é a língua de sinais brasileira, o que significa que não é universal. Assim como os falantes tem seu idioma em cada país, com o surdo não é diferente!

A importância de se aprender Libras

Imagine que você viaja para outro país e não sabe falar a língua nativa deles. Deve ser muito complicado não conseguir pedir coisas simples, bater um papo... como você vai fazer para, por exemplo, pedir uma informação? Agora pense nisso acontecendo dentro do seu país de origem?

É muito bonito ver todo o movimento em relação a inclusão, mas de nada adianta se não se souber utilizar a Língua de Sinais.

A lei 13.146/2015 institui a inclusão das pessoas com deficiência. Nela se encontra o seguinte Parágrafo: “É dever do Estado, da família, da comunidade escolar e da sociedade assegurar educação de qualidade à pessoa com deficiência, colocando-a a salvo de toda forma de violência, negligência e discriminação”. Ou seja: a responsabilidade de garantir todos esses direitos não é somente do Estado e da família, mas de toda a sociedade.

Como aprender Libras

Existem vários cursos online e também Institutos que ensinam a Língua Brasileira de Sinais. Você deve ficar atento ao reconhecimento dele e à qualidade do material que é oferecido a você. Nós separamos algumas dicas que podem ser úteis, caso você se interesse em aprender:

- Memorize os sinais: os surdos utilizam de muitos gestos para se comunicar. Esse é um aspecto essencial para a transmissão da mensagem, e quanto mais palavras forem memorizadas, mas facilidade você terá na conversa;

- Use músicas: usar músicas e associá-las aos sinais é uma dica bastante útil para ser aprender Libras. Ela auxilia na memorização dos códigos;

- Traduza conversas: traduzir conversas é uma forma de memorizar sinais, além de permitir que você aprenda na prática como eles se aplicam;

Viu como é importante aprender a Língua de Sinais? Logo a gente tem mais conteúdo bacana aqui pra você! Até mais!

Assine para receber atualizações no email!

blog-unis-2019-2
poslive-bannerBlog
Manual do aluno Unis-optimized

    Posts por Tópico

    Veja Todos!

    Posts Recentes