INTRODUÇÃO

A arte possui conceitos e definições abstratas e subjetivas, que mudam e se transformam de acordo com o ponto de vista, servindo para validar ou desqualificar obras e trabalhos, de acordo com a visão de quem avalia o material produzido.

Ainda que não seja fácil (ou possível) se definir o que é, afinal, arte, podemos encontrar suas diferentes aplicações e representações nos mais diversos campos do conhecimento, desde estudos arquitetônicos e psicológicos, até exemplos encontrados na pedagogia, na música, nas letras, na gastronomia.

Em um conhecimento geralmente aceito, a arte corresponde à atividade humana ligada a manifestações estéticas, feitas por artistas a partir de percepções, emoções e ideias diferentes e individuais, com o objetivo de estimular interesse, reflexão e consciência por parte dos espectadores. Por isso, podemos dizer e observar que cada obra de arte possui um significado único e diferente.

A dificuldade de definir arte, existe pela sua relação direta com o contexto histórico e cultural nos quais ela foi produzida. Quando um estilo novo é criado, e estabilizado, ele, geralmente, quebra sistemas e códigos previamente estabelecidos. Nos termos do latim, arte significa habilidade.

A arte é um reflexo do ser humano e muitas vezes representa a sua condição social e a essência do ser pensante. E hoje falaremos sobre a rica e essencial, história da arte!

HISTÓRIA DA ARTE

Não é apenas uma linha temporal de acontecimentos, figuras e obras. A história da arte consiste em uma verdadeira ciência, que estuda desde movimentos artísticos, a modificações estéticas, obras de arte e seus diversos artistas. Por sua complexidade, a arte e sua história são analisadas de acordo com a vertente social, política e religiosa de cada época. Através da história da arte, conseguimos aprender mais sobre nossa própria evolução, por meio de expressões e manifestações artísticas.

Acompanhando o desenvolvimento da humanidade, se relacionando com a cultura dos variados povos existentes, buscando compreender as manifestações que foram e estão sendo realizadas até hoje, a história da arte, ajuda a compor a história das sociedades. Muitos pesquisadores tentam descobrir as origens da humanidade e dentre tantas pesquisas, se conclui que o aparecimento do homem está diretamente associado ao aparecimento de formas simbólicas, que ajudam a construir depoimentos sobre a origem e evolução do ser humano.

Por isso, a história da arte é organizada em períodos que acompanham o próprio desenvolvimento das civilizações. Esse processo é contínuo, e nunca chega ao fim, pois está sendo vivido a cada dia.

PERÍODOS DA HISTÓRIA DA ARTE

Representados por uma linha do tempo, os períodos da arte equivalem a uma cronologia do desenvolvimento humano. Assim, é possível encontrar manifestações artísticas presentes na Pré-história, na Antiguidade e nas Idades Média, Moderna e século XX.

ARTE NA PRÉ-HISTÓRIA

A Pré-História foi o primeiro período da evolução humana, e deixou vestígios das primeiras formas simbólicas da espécie. Pinturas rupestres, são as formas pioneiras de expressão artística desta época, onde os homens deixavam desenhado nas paredes das cavernas, sua forma de viver e ver o mundo, através destas pinturas rústicas, registrando suas crenças e percepções da natureza.

Esculturas e artefatos feitos em osso, pedra ou madeira, são outros elementos que revelam a maneira de viver do homem pré-histórico, considerados também importantes vestígios históricos. Os vários locais onde foram descobertos esses vestígios são chamados de sítios arqueológicos.

ARTE NA ANTIGUIDADE

Marcado pela descoberta da escrita, esse período foi fortemente influenciado pelos egípcios em sua evolução. Símbolos e sinais hieróglifos são criados e destacam as habilidades do povo egípcio, manifestadas também através dos túmulos de faraós, estátuas de divindades, e outros artefatos de seu cotidiano.

Nessa época, os gregos também assumem protagonismo artístico por meio de suas pinturas, monumentos e edificações que glorificam o homem como referência principal, por ser considerado então, o centro da perfeição.

ARTE NA IDADE MÉDIA

Marcado fortemente pela influência religiosa, esse período destaca as expressões artísticas celta, gótica e romana.

O povo romano teve importante destaque para as atividades artísticas da época, com célebres construções que impactaram a arquitetura e também por meio da arte paleocristã, baseada nos ensinamentos de Cristo e através da Arte Bizantina.

ARTE NA IDADE MODERNA

A Idade Moderna foi marcada por um período de intensa expansão, devido às descobertas geográficas. A natureza se torna ponto de destaque nas obras artísticas da época, divididas em três grandes movimentos:

  • Renascimento: ressurgimento da arte greco-romana, com destaque à pintura;
  • Barroco: valorizando sentimentos e emoções, o estilo sofreu influência da Reforma Protestante e da contrarreforma;
  • Rococó: fase de valorização dos traços decorativos, teve como ponto de destaque a decoração e ornamentação dos ambientes.

ARTE NA IDADE CONTEMPORÂNEA

Também chamado de período da Arte Contemporânea, a época foi marcada por grandes conflitos, como a Revolução Francesa, a Primeira e a Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria.

As expressões artísticas se manifestavam através de movimentos como o neoclassicismo, o romantismo, o realismo e o impressionismo, que revolucionaram a arte do século XX.

ARTE DO SÉCULO XX

Período no qual surgem grandes tendências artísticas como expressionismo, fauvismo, cubismo, futurismo, abstracionismo, dadaísmo e surrealismo. Esses movimentos representam muito para o mundo das artes, e apresentaram grandes artistas e surpreendentes obras à história da arte.

ARTE NO BRASIL

Surgindo da mistura de outros estilos, a história da arte no Brasil tem início no período da pré-história, contando com vários sítios arqueológicos em toda a extensão territorial do país. Destaca-se, nessa época, a arte indígena, notada desde a época do descobrimento do Brasil, com expressões artísticas muito características das tribos, como danças, rituais, objetos, etc.

A chegada dos portugueses e dos europeus trouxe grandes transformações, como o estilo barroco, ligado ao catolicismo.

No século XIX, a arte brasileira retrata a riqueza clássica através das pinturas acadêmicas, refletindo padrões de beleza ideal, propostos pela própria Academia de Belas Artes. No final do século, o Expressionismo começa a chegar no Brasil, contribuindo para a abertura ao Modernismo.

No início do século XX, surge o Modernismo Brasileiro, marcado pela Semana de Arte Moderna.

TIPOS DE ARTES

Como podemos observar, a arte é apresentada através de diversas formas como, a plástica, música, escultura, cinema, teatro, dança, arquitetura etc. Existem várias expressões que servem para descrever diferentes manifestações de arte, por exemplo: artes plásticas, artes cênicas, arte gráfica, artes visuais, etc.

Alguns autores e pensadores organizaram as diferentes artes em uma lista numerada, que acompanha a evolução das sociedades e culturas:

  • 1ª Arte – Música;
  • 2ª Arte – Dança;
  • 3ª Arte – Pintura;
  • 4ª Arte – Escultura;
  • 5ª Arte – Teatro;
  • 6ª Arte – Literatura;
  • 7ª Arte – Cinema;
  • 8ª Arte – Fotografia;
  • 9ª Arte – Histórias em quadrinhos;
  • 10ª Arte – Jogos eletrônicos;
  • 11ª Arte – Arte digital.

INFLUÊNCIAS COTIDIANAS DA ARTE

Longa, complexa e inacabada, é a história da arte. A cada dia novos elementos, expressões e manifestações são incluídos nesse estudo, que se enriquece e expande para os mais diversos campos do conhecimento.

Para atuar profissionalmente com a arte existem alguns caminhos óbvios, como escolas de belas artes, artes plásticas, teatro, música, pinturas, etc. No entanto, por sua influência generalizada, é possível trabalhar com elementos e representações artísticas, tanto teóricas quanto práticas, em vários segmentos da educação, principalmente a nível de educação superior.

Na formação acadêmica áreas como Arquitetura, Jornalismo, Publicidade, Pedagogia, Estética, Psicologia, Música, Letras, Gastronomia e Jogos Digitais, são algumas das representações de graduação que incluem em suas abordagens práticas os estudos artísticos.

A arte é viva e está em constante movimento. Esperamos que o texto de hoje tenha agregado conhecimento e inspiração a você.

Até a próxima!