Engenharia Civil é um dos cursos mais tradicionais no mercado. Você acha que, por isso, sabe tudo sobre o curso e a profissão? Muitos darão uma resposta afirmativa, porém, ainda acreditam que um engenheiro civil se restringe ao trabalho com projetos de construção de edifícios e casas.

Entretanto, a atuação é bem mais ampla do que isso e pode incluir a elaboração de projetos de pontes, a gestão de obras e até mesmo a supervisão de segurança do trabalho. Os engenheiros civis hoje em dia têm suprido até as necessidades da engenharia de trânsito e de saneamento. 

Então, sabe aquela história que diz que não existe emprego para Engenharia Civil? Papo furado de quem acha que a carreira envolve somente mercado imobiliário. Não se engane! Esse é um curso promissor e amplo, que lhe dará base para o exercício pleno de diversas funções numa empresa.

Confira agora tudo que você precisa saber:

Como é a grade curricular do curso de Engenharia Civil?

Você estudará muita coisa, prepare-se! É um curso bastante complexo, que envolve cálculo, física, desenho, geometria, química e até mesmo um pouco de geologia e humanas. Veja alguns dos principais eixos do curso:

  • Exatas teóricas: estatística, cálculo diferencial e integral, cálculo numérico, geometria analítica, física, programação de computadores e química;
  • Geologia e geografia: topografia, elementos de geologia e mineralogia;
  • Humanas: comunicação e expressão, ciências do ambiente, ética e sociedade.

Logo no início do curso, você já entra em contato com a engenharia aplicada por meio da disciplina “Introdução à Engenharia Civil”. Depois, as matérias ficam mais específicas e você aprenderá sobre:

  • Teoria das Estruturas;
  • Resistência dos Materiais;
  • Instalações Elétricas;
  • Engenharia de Transportes;
  • Estruturas;
  • Projeto de Edificações;
  • Mecânica dos Solos;
  • Fundações;
  • Materiais de Construção; 
  • Saneamento;
  • Higiene e Segurança no Trabalho; 
  • Planejamento de Obras e Orçamento etc.

Viu como é um curso bem amplo? A grade — que pode variar entre diferentes faculdades — foi elaborada para que você se forme como um profissional completo, que entende a dimensão da Engenharia Civil na sociedade. 

Por que escolher Engenharia Civil?

Se você gosta das disciplinas de exatas e quer contribuir para o desenvolvimento urbano,  você vai amar a Engenharia Civil. Uma grande vantagem é o fato de ela ser capaz de agregar os mais diferentes perfis: os mais tímidos, os mais falantes, os proativos, os introvertidos…

O essencial é saber se concentrar nos estudos, porque o curso demanda muito conhecimento matemático e físico. E, desde o ensino médio, você já sabe que há pessoas que não curtem muito essas disciplinas. 

No entanto, com foco, até mesmo aqueles que tinham um pouco de dificuldade conseguem se destacar na profissão. Então, se alguém falar que seu perfil não é de exatas, não se preocupe, você ainda pode ser um bom engenheiro!

Em quais áreas trabalham os engenheiros civis?

A carreira mais comum é a construção civil. Nela, o engenheiro tem como principal função projetar e acompanhar as etapas de uma obra. Para isso, é essencial que ele seja capaz de dimensionar materiais e estruturas, adequando-se à realidade de cada projeto.

O profissional provavelmente terá também de liderar equipes, fazer orçamentos, planejar cronogramas, supervisionar prazos e custos, além de garantir o cumprimento das normas de segurança dentro do canteiro de obras. Por fim, ele ainda terá de checar a qualidade da construção para garantir a segurança da edificação. 

Há ainda outras carreiras bem interessantes para um engenheiro civil. Confira:

Quais são as áreas mais promissoras para um engenheiro civil?

  • Construção de pontes e estruturas complexas: determinadas estruturas demandam projetos bem complexos e, portanto, necessitam de um profissional mais especializado;
  • Concreto armado e pré-fabricados: além de supervisionar obras com esses materiais, é possível também criar novas soluções em estruturas para otimizar os processos de construção;
  • Saneamento: você poderá elaborar projetos para solucionar problemas de vazão de esgoto;
  • Engenharia de trânsito e estradas: você fará projetos para soluções de mobilidade urbana. 

Qual o panorama do mercado atual?

Mesmo com a recessão, o mercado ainda apresenta bons resultados, pois muitos projetos necessitam de um parecer ou da supervisão de um engenheiro civil. Além disso, é praticamente inesgotável a necessidade de estruturas de construção civil, de forma que o mercado está sempre aberto. 

Quais regiões no Brasil estão contratando mais?

As regiões Norte e Nordeste têm ampliado bastante o mercado. Como a nova classe média tem tido a oportunidade de realizar o sonho do imóvel próprio, essas regiões — que são historicamente menos urbanizadas — têm apresentado um desempenho superior à média nacional. 

Além disso, o interior dos estados mais populosos também tem absorvido muitos profissionais, pois o crescimento populacional traz uma necessidade de verticalização urbana. 

Regiões costeiras, apesar de estarem poucos aquecidas no momento, também apresentam muitas oportunidades de trabalho. 

Qual a média salarial?

De acordo com a lei, o remuneração mínima do engenheiro está atrelada ao salário mínimo nacional e à sua carga horária diária. Então, um engenheiro que trabalha seis horas deverá ganhar, no mínimo, 6 salários mínimos, ao passo, que, em jornada completa de 8 horas, ele deverá ganhar 8,5 salários mínimos.

A realidade, porém, é outra, e vemos engenheiros ganhando mais de 10 salários mínimos. De acordo com a Catho, um estagiário de Engenharia Civil já começará com uma remuneração alta para um graduando, cerca de R$ 1.165,97. Se ele optar pelos concorridos programas de treinee, sua faixa salarial pode ficar entre R$ 2.800 a R$ 5.370, com salário médio de R$ 3.963.

Um engenheiro formado ganhará entre R$ 5.000,00 e R$ 11.000, dependendo de sua experiência. Ainda de acordo com a Catho, um profissional júnior ganha, em média R$ 5.022; o pleno, R$ 7.737 e um engenheiro civil sênior ganha cerca R$ 11.744. 

É uma profissão bem rentável, não é mesmo? Além disso, os profissionais são valorizados no mercado e, portanto, encontram ótimas condições de trabalho. Se você estiver disposto a sair de sua cidade, as empresas arcam com todas as suas despesas. 

Portanto, esqueça todos os mitos que você já ouviu a respeito da Engenharia Civil: eles são ditos por pessoas leigas no assunto ou por quem tem preconceito com o curso sem nem mesmo ter realizado uma pesquisa. Ainda tem mais alguma dúvida? Então não deixe de comentar no nosso post!

 

cta-conheca-o-curo-de-engenharia-civil-unis2