Introdução

Todo mundo sabe que o enfermeiro trabalha em hospitais e em clínicas de home care, que ele cuida das pessoas doentes, aplica medicação, mas você compreende qual é o papel do enfermeiro em cirurgias?

A gente acha que entende, que é só chegar lá, pegar o instrumental que o doutor está pedindo e ajudar, mas na prática não é bem assim que acontece. Esse profissional tem tarefas específicas que abrangem uma rotina extensa e cheia de responsabilidades.

E se você pretende ser enfermeiro ou está fazendo o curso de Enfermagem e quer saber mais sobre a atuação dele no dia a dia do hospital, chega mais, você está no post certo!

Qual o papel do enfermeiro em uma cirurgia?

Antes de qualquer coisa é importante falarmos que o papel do enfermeiro não se limita apenas ao horário da cirurgia. Ele precisa atuar no pré, intra e pós-operatório. As tarefas também são discriminadas de acordo com a posição do enfermeiro: coordenador ou assistente.

As obrigações do enfermeiro coordenador são mais voltadas para a parte administrativa do setor de enfermagem, resumindo são:

  1. Manter a equipe alinhada com as normas, rotinas e procedimentos da empresa;
  2. Garantir que os equipamentos e instrumentais sejam usados corretamente;
  3. Se certificar de que todo procedimento que ocorra no centro cirúrgico aconteça dentro dos princípios éticos;
  4. Preparar as escalas mensais dos assistentes e técnicos;
  5. Controlar medicamentos, anestésicos e descartáveis para que nada falte nos procedimentos;
  6. Prover o conforto do paciente e da equipe.

A equipe de assistentes de enfermagem focam os esforços nas atividades operacionais, dentre elas estão:

  1. Conferir se os materiais necessários para os procedimentos estão disponíveis nos locais;
  2. Atuar no pré, intra e pós-operatório;
  3. Recepcionar o paciente no centro cirúrgico, conferir os exames necessários para o procedimento, fichas, prontuários e receitas.
  4. Auxiliar e realizar curativos;

Na pré-cirurgia, o enfermeiro precisará se certificar de que o centro cirúrgico está preparado, devidamente esterilizado e com todo o instrumental disponível. Verificar se a anestesia está ok, e se necessário, acalmar o paciente.

Durante a cirurgia, deverá auxiliar a equipe médica e poderá atuar em dois locais: na instrumentação (apoiará o médico cirurgião com os instrumentais) e também poderá ser circulante (ajudando na esterilização e vestimentas utilizadas pela equipe da cirurgia, armazenando biópsias em local correto para envio no setor de análises e pegando as orientações médicas).

No pós-operatório, acompanhará o paciente em sua recuperação até a alta médica. Também cuidará para que ele receba a medicação nos horário recomendados, bem como realizará a troca de curativos e auxiliará na higiene do mesmo.

E o curso de Enfermagem, como é?

Quem decide estudar enfermagem tem que ter muito amor na profissão. É um curso bem extenso e que vai exigir bastante dedicação, paciência e carinho, principalmente pelo fato de que durante a rotina de trabalho será necessário lidar com pessoas que estão doentes e precisam de cuidado.

Focando no curso em si, o bacharelado dura em média 8 semestres e irá abranger conteúdos das áreas biológicas, de administração, psicologia e sociologia. Entre as matérias presentes na grade curricular se encontram a anatomia, farmacologia, saúde coletiva, parasitologia e saúde da mulher.

Durante todo o curso, os principais objetivos serão te preparar para trabalhar nas diversas áreas de atuação que esse bacharelado pode proporcionar.

Das carreiras que você poderá seguir, enquadram-se o direcionamento para resgates (SAMU), enfermagem hospitalar, home care, offshore (dentro de navios e bases marítimas), enfermagem geriátrica, obstétrica, cirúrgica em geral, estética, forense, entre muitas outras.

Para você que está certo de seguir essa carreira, é importante saber que o estágio e o trabalho de conclusão de curso são itens obrigatórios para se formar. Tente iniciar essa busca logo após o segundo semestre de curso, quando já terá uma base teórica para atuar.

Não deixe nada para a última hora, lembre-se que a pressa é inimiga da perfeição, e se você pretende ser bem avaliado ao final, precisa estar bem preparado, beleza?

E o salário, é bom?

Como em toda profissão, o salário pode variar de acordo com a região. O Sindicato dos Enfermeiros no Estado do Rio Grande do Sul, informa que os enfermeiros brasileiros têm a média salarial de R$ 2.814,50 para uma jornada de 36 horas semanais.

Quando abrimos nossa pesquisa para sites de empregos, o que encontramos é uma variação salarial que fica entre R$ 1.442,00 e R$ 4.440,00, com média nacional de R$ 2.747,97. Todos esses valores para profissionais já formados.

Para estagiários, os valores são os comumente encontrados para a classe, que giram em torno de 1 salário mínimo.

Se você pretende sair do país quando se formar, saiba que existem muitas oportunidades, principalmente para carreiras da área da saúde, com vagas nos Estados Unidos e Irlanda por exemplo.

Já se o seu foco for realizar trabalhos humanitários e dedicar parte da sua vida em ajudar pessoas carentes ao redor do mundo, o programa Médicos Sem Fronteiras – MSF pode ser uma boa opção com vagas sempre abertas e oportunidades de crescimento pessoal e profissional gigantescas para aproveitar.

Uma profissão de amor!

Ser enfermeiro não é fácil, é necessário amar muuuuito a profissão e gostar de ter contato humano o tempo todo. Paciência, carinho e atenção também fazem parte do perfil desse profissional, que precisa estar sempre alerta a todos os detalhes.

Se você já sentou, refletiu e entendeu que o seu lugar é dando apoio e cuidado a quem precisa, não tem medo de sangue e tem um bom psicológico para lidar com as mais diversas situações do dia a dia dessa profissão, não se acanhe, faça logo a sua matrícula para o vestibular e inicie sua graduação.

Siga seu sonho, escute o seu instinto, busque a sua felicidade e realização profissional. Ser enfermeiro qualquer pessoa que estudar para isso consegue, mas ser um bom profissional, lembrado, reconhecido e de sucesso, só os que amam o que fazem é que tem tais privilégios!

Esperamos que esse material tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre essa profissão e contribuído para você decidir iniciar a sua graduação em enfermagem!

Qualquer dúvida, lembre-se que é só chamar alí no campo de comentários!

Até a próxima.