Introdução

A gente já tá careca de saber sobre como uma alimentação saudável ajuda para que sejamos as nossas melhores versões, não é mesmo? Um dos passos para caminhar rumo a saúde, é se alimentar com produtos livres de agrotóxicos. Mas já pensou em você mesmo produzi-los em uma horta orgânica em sua casa?

Bom, se você está achando que não tem talento para isso baseado naquele feijão que você plantou num copo com algodão quando tinha 5 aninhos e acabou morrendo, pode ficar tranquilo, é mais fácil do que parece.

Então se pretende ser um(a) engenheiro(a) agrônomo(a), gosta de aprender sempre mais a trabalhar com a terra ou apenas está interessado em fazer sua hortinha caseira, você chegou ao lugar certo! Vem com a gente desvendar as técnicas e algumas dicas para concretizar essa tarefa!

Passo a passo para montar a minha horta orgânica em casa

A gente não sabe se você é um expert em agronomia, se é formado em Engenharia Agronômica ou se não tem noção nenhuma de cultivo. Mas independentemente disso, como já conversamos, montar a sua horta orgânica não é um bicho de sete cabeças.

Inclusive, se alimentar de produtos orgânicos tem várias vantagens para a saúde. Para começar a fazer a sua horta, você vai precisar de algumas dicas, um passo a passo e equipamentos. Tudo isso você confere aqui embaixo, nos próximos tópicos desse texto!

Que material vou precisar para fazer minha horta orgânica?

Bom, isso vai depender de onde você escolheu para fazer o plantio. No caso de canteiros de chão, você só precisará de mini pás de jardinagem ou alguma objeto que te ajude a cavar, despedaçar torrões de terra e no final, a cobrir suas mudinhas.

Além desses objetos, dependendo do tipo de cultura, é interessante cobrir com uma telinha. Com essa atitude você evita que pássaros ou animais de estimação da vizinhança venham se alimentar ou brincar em cima das plantinhas que você irá cultivar com tanto esmero!

Ah, um regador também é uma boa pedida para ajudar a manter as mudinhas bem nutridas. Lembrando que jatos fortes de água, como os de uma mangueira, podem acabar danificando o brotinho ou “afogando” a planta no momento de molhar a terra, então invista em algo que jorre a água com cuidado. (Pode até ser uma pet cheia de furinhos, porque pensamento sustentável sempre é bem vindo!)

DICA: Sobre a irrigação, é importante que você saiba que ela precisa ser feita em momentos em que o sol não está tão forte. Início da manhã e final da tarde são bons horários. Do contrário, quando você jogar água e o sol estiver quente, você irá  “cozinhar” a raiz da planta e ela acabará morrendo!

O que preciso saber para ter sucesso com a minha hortinha orgânica?

Para ter uma horta em casa é preciso que você saiba que ela vai ser um filho. Vai precisar de seus cuidados diários e da sua dedicação sempre que possível para que o que for plantado cresça saudável e bem bonito!

Tá achando que vai te dar muito trabalho? Fique calmo. Vai ser mamãozinho com açúcar cuidar de tudo depois que você acompanhar essas dicas e o passo a passo que vamos deixar aqui embaixo! Então “vambora” nessa jornada!

1 – Escolha do local

Esse passo é primordial. O lugar precisa receber luz solar sempre que possível, em média 5 ou 6 horas por dia. Também é interessante que ele seja um ambiente protegido contra o vento e possua  fácil acesso.

No caso de não ter sombra, é bacana utilizar telas de sombrite para combater o sol em excesso ou até mesmo fazer o plantio da sua horta em meio a espécies maiores, como arbustos e árvores, que sirvam de barreira contra o vento e sol excessivos. Isso também ajuda a manter a saúde do solo!

2 – Localização do sol

Para que as plantas consigam aproveitar melhor a luz solar, uma ótima estratégia é direcionar os canteiros no sentido Norte – Sul. Mas antes de sair espalhando suas mudinhas por aí, é fundamental saber qual é a necessidade de luz de cada espécie plantada.

Fazendo esse planejamento, você corre bem menos riscos de ter perdas por falta de nutrição da planta!

3 – Saiba onde plantar

A organização dos canteiros é super importante. Mantê-los demarcados com pets, tijolos, ou o que a sua criatividade mandar, além de separar as áreas por tipos de plantio e te ajudar na rotatividade, também será uma mãozinha para evitar erosões em épocas de chuva.

Ao começar uma hortinha, conseguimos facilmente encontrar sementes. Mas uma dica importante é: se for começar do zero, com sementes, plante-as em sementeiras. Se criarem folhas e estiverem maiorzinhas, aí sim, transfira para o solo.

Isso garante melhor aproveitamento das sementes ao passo que fortalece as plantas para se desenvolverem de acordo com o esperado.

4 – Prepare o solo

Quando a gente sai com uma ideia da caixola, já queremos logo meter a mão na massa e agir naquele impulso, não é mesmo? Mas se você pretende ter sucesso com a sua horta orgânica, é imprescindível preparar o solo antes de tudo.

O solo precisa ser fértil e “fofo” (na densidade adequada) para favorecer a entrada de nutrientes e o crescimento do sistema radicular. O local também deve se manter úmido mas nunca encharcado, para que não ocorra a proliferação de fungos ou bactérias.

O pH do solo também é um fator de extrema importância. A faixa ideal de pH para hortaliças está entre 5,5 e 6,5. Adubação orgânica antes do plantio é recomendada. Os meses propícios para isso ficam entre setembro a março, época em que o clima está mais quente e úmido, favorecendo assim, a absorção dos nutrientes.

DICA: Para adubar de forma orgânica, você pode usar cascas de ovos (excelente fonte de cálcio), borra de café, húmus, cascas de frutas e legumes…

5 – Cuidados Extras

Além de todos os cuidados que citamos acima, ainda existem algumas coisas que você precisa se preparar para dar conta do recado: cuidar para que ervas daninhas não cresçam e comecem a competir por nutrientes com a sua planta, direcionar o crescimento dependendo do que você plantar e sempre estar prevenido contra pragas e doenças.

Como você quer ter uma horta orgânica, produtos químicos têm que estar fora do seu vocabulário. Para cuidar de tudo isso, existem práticas de prevenção e receitas caseiras que ajudam e muito no cuidado com as suas plantinhas!

DICA: Quando escolher o que vai plantar, tente comprar direto mudas que já tem folhas. Começar plantando com sementes sem ter muita prática, pode te prejudicar e acabar fazendo com que a cultura não vingue. Algumas sementes precisam ter um cuidado especial antes do plantio, e se você não souber disso, pode perder o que investiu.

Não tenho espaço na minha casa, tem alguma alternativa?

Se isso é o que te impede de ter verduras e ervas frescas para cozinhar no dia a dia, pode ficar despreocupado. Hoje existem muitas opções, inclusive utilizando de reciclagem, para criar hortas verticais ou mesmo montar o seu cantinho com vasos diversos.

Além de serem ótimas opções para aumentar o verde na sua casa, podem também contribuir com a decoração de alguns lugares nela. Nem tudo precisa de sol 100% do dia, então tem pau pra toda obra!

Para quem não tem um espaço muito grande para disponibilizar, existe só a limitante de não poder escolher variedades que crescem muito. Tirando isso, tudo normal, vida que segue.

E para não ter mais desculpas e iniciar sua plantação orgânica em casa, vamos deixar aqui 4 dicas para montar sua horta vertical ou com vasos:

  1. Horta vertical orgânica com palet e casca de coco verde
  2. Horta vertical orgânica com vasos e tela de metal
  3. Horta vertical orgânica com canos de pvc
  4. Horta orgânica em vasos

Quais são os benefícios de ter uma horta em casa?

Bom, depois de ler todo esse material, você deve estar pensando “nossa, mas tem muitos detalhes para ver, acho que é melhor largar mão disso e comprar no mercado mesmo”. Bom, se você se reconhece nessa frase, pode parar!

Realmente, existem muitas coisinhas que precisam ser vistas antes de plantarmos, mas isso é só no começo. Depois que você escolher o lugar certo e colocar elas lá, você só vai precisar regar sempre e ficar de olho para se certificar de que nenhuma praga está à espreita.

Além de ser um hobby super gostoso, para você que tem crianças em casa, essa pode ser uma atividade feita em família. Isso vai unir prática de cultivo a hábitos alimentares mais saudáveis, o que beneficia e muito da educação alimentar deles, que sempre vão estar doidos para consumirem os alimentos que eles mesmos plantaram e cuidaram com tanto carinho!

Outra grande vantagem de se ter uma plantação orgânica em casa, é ter a certeza da procedência dos frutos, ervas e folhas colhidos, que por serem cultivados de forma natural, são mais ricos em nutrientes.

Não podemos deixar de falar também do benefício visual que o cultivo dessas ervas, leguminosas e verduras criam em casa. Tornam o lar um ambiente mais agradável, acolhedor e bonito, transformando qualquer pequeno espaço.

Mas se no caso, você está aqui porque ama saber mais sobre cultivos e práticas agronômicas, eu tenho uma dica: já pensou em fazer um curso na área de engenharia agronômica? Se já é uma área em que você é apaixonado, não há dúvidas de que será muito feliz nessa carreira!

“Ah, mas eu não tenho mais idade para isso”. Então, o que temos pra dizer hoje é que não tem idade para aprender cada vez mais sobre o que a gente ama! Pense bem, trabalhar com a terra todos os dias, fazer do seu hobby um trabalho, se manter feliz o resto da vida por fazer o que gosta não é qualquer coisa!

Então hoje, vamos te deixar com essa pulguinha atrás da orelha, para você realizar logo a sua inscrição no vestibular de engenharia agronômica e fazer dessa carreira tão linda e necessária para o nosso país, parte da sua vida cotidiana!

Até a próxima!