Introdução

Para quem nasceu nos últimos 30 anos, pode parecer coisa normal, mas quem veio antes da década de 80, sabe que muitas das coisa que temos hoje em dia não davam para ser imaginadas e ninguém esperava que poderiam vir a tona e se tornar realidade.

Computador? Internet? Celular? Desbloqueio com reconhecimento de digital ou mais avançado ainda, com reconhecimento facial? Gravar e tirar foto num aparelhinho? GPS? Navegar pela mobile internet? E mais, ter tudo isso num lugar só? Eita, é tanta coisa que um simples telefone proporciona, que deixa a expressão “assoviar e chupar cana” parecer “facinho” de fazer, não é?

Pois é, a tecnologia tem avançado ultimamente com uma rapidez que às vezes a gente nem consegue acompanhar ou entender direito como funciona, mas com certeza ficamos muito fascinados e motivados a usar, como é o caso da Realidade Virtual e da Realidade Aumentada.

E se você não sabe o que elas são ou as diferenças entre elas, você chegou ao lugar certo para esclarecer suas dúvidas, bora lá!

Realidade virtual e realidade aumentada, existem diferenças?

Quando a gente escuta os termos Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada (AR), nosso instinto é acreditar que ambas são a mesma coisa ou oferecem o mesmo tipo de resultado final de uso. E é aí que nos enganamos!

Apesar de seguirem uma linha parecida, cada uma delas oferece uma experiência virtual diferente. Mas calma, não é nada de outro mundo, e na verdade é bem simples de entender.

Sendo o mais explicativo possível, a diferença entre elas é que enquanto a Realidade Virtual consegue te colocar dentro de um ambiente 3D, a Realidade Aumentada utiliza do ambiente físico em que vivemos para acrescentar algo digital nele. Ainda parece confuso? Então vamos aos exemplos.

Sabe aquele joguinho “bacanésimo” que normalmente tem em shopping (e garante vídeos engraçadíssimos), em que você coloca aquele óculos VR junto com um fone e parece que você está realmente em uma montanha russa? Essa é a Realidade Virtual. Mesmo que você não tenha saído do lugar, você é “teletransportado” para uma outra dimensão realística num mundo virtual.

E para exemplificar a Realidade Aumentada, vou num dos exemplos mais atuais, o jogo Pokemon Go! Isso mesmo, sabe aquela função de capturar o Pokemon nos ambientes reais utilizando a sua câmera? Isso é realidade aumentada pura! Onde em seu ambiente de convívio, através das lentes da sua câmera, você passa a compartilhar seu espaço com esses bichinhos peculiares.

Outro exemplo disso é a parte interna da armadura do Homem de Ferro, onde aparecem aqueles controles tecnológicos “flutuando” no espaço dela.

Enfim, acredito que depois dessa explicação tenha ficado bem simples de entender, mas se ainda assim ficou alguma dúvida, vou deixar aqui um vídeo exemplificando a Realidade Virtual e aqui um vídeo exemplificando a Realidade Aumentada, beleza?

Em que curso posso me aprofundar sobre o assunto?

Bom, antes de qualquer coisa, para trabalhar nessa área você tem que ser uma pessoa que curte desenvolver programas de computador e ao mesmo tempo tem uma quedinha pro lado da criatividade e até do marketing.

Por que? Nessa área, você será direcionado para o desenvolvimento desses aplicativos e programas que tornam a realidade virtual e aumentada reais para as pessoas, e claro, desenvolver novas ideias e aplicações para elas será fundamental. No mercado atual, oferecer possibilidades de aplicação de um mesmo produto para ramos de atuação diferentes, fazem com que o seu produto se perpetue e fique forte, enquanto os outros que chegam com uma proposta parecida, porém engessada, conhecem somente o nível do entusiasmo e acabam.

Então depois dessa “palestra” de foco, força e criatividade, para conseguir chegar até as essas vagas de desenvolvimento ou mesmo iniciar a sua própria empresa de realidade virtual e/ou aumentada, você deve ter formação em alguma área da computação, como Ciências da Computação ou Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Deve também focar muito nas matérias como Desenvolvimento de Games e Engenharia de Software, buscar sempre cursos extras e estágios que te proporcionem experiência na área!

Onde elas estão sendo usadas nos dias de hoje

Como a gente conversou, diversificar é super importante, e ao olhar de forma diferente para essas tecnologias novas, foi possível enxergar várias possibilidades de uso, que poderiam facilitar a vida de muita gente. Então elas saíram diretamente dos jogos para os empreendimentos, e você confere aqui onde elas estão sendo usadas:

No Jornalismo

Jornais como o New York Times e o Des Moines Register já criaram conteúdos em realidade virtual para mostrar de forma imersiva alguns acontecimentos, levando o leitor para o local da história. Projetos como o Project Syria, permitem que se entre num campo de refugiados e olhe ao redor a sua situação de vida no intuito de ajudar as pessoas a praticarem a empatia.

Na educação

Voltada para a exemplificação, principalmente de matérias como física e biologia, a tecnologia de Realidade virtual contribui no aprendizado imersivo, que facilita a assimilação dos conteúdos. Aprender por exemplo sobre o corpo humano, vendo “em tempo real” as coisas acontecendo, é bem mais fácil do que olhando em um livro e imaginando como o organismo reage de uma forma abstrata, não concorda?

Na assistência médica

Nessa área, as aplicações da realidade virtual são muitas, e entre as mais interessantes estão as aulas “práticas” de cirurgia e as simulações que buscam tratar fobias e doenças relacionadas à ansiedade e ao autismo, por exemplo. Mas o investimento ainda é muito alto, e pode ser que demore um pouco para termos essas experiências no Brasil.

Exploração Espacial

Como viajar pelos planetas por aí não é para quem quer, a NASA criou um programa de VR que mostra uma visão panorâmica de Marte. Para quem é de Varginha, já dá para fazer uma visita pro viajante que passou por aqui! Rsrs

No Marketing

Empresas de diversos ramos estão entrando nessa onda para oferecer experiências imersivas para clientes, como a marca Dior, que com os óculos VR Dior Eyes, ela ofereceu para seus clientes a possibilidade de experimentar os bastidores e os melhores momentos de seu desfile, em Paris.

Na Arquitetura e Construção Civil

Construtoras e arquitetos têm usado a realidade virtual para apresentar projetos aos clientes, mostrando o ambiente do apartamento, da casa ou da empresa finalizados em 3D!

Design de Interiores

Empresas especializadas em design de imóveis por exemplo, tem usado a Realidade Aumentada para simular como o móvel ficaria naquele cômodo de sua casa, e descobrir se ele vai caber naquele espaço! Olha que mão na roda!

Moda

Lojas especializadas em moda estão utilizando a realidade aumentada para mostrar novas estampas e cores de roupas, da forma que você deseja. Empresas de maquiagem também tem utilizado essa tecnologia para simular o uso de seus produtos em seu rosto. Muito massa!

O tempo não para!

É, a tecnologia tem avançado de diferentes formas e tem ajudado de diversas maneiras a resolver problemas do dia a dia, proporcionando experiências cada mais reais. Isso já é maravilhoso, mas melhor ainda é saber que tem um dedinho seu ali, não é verdade?

Então se seu sonho é contribuir com essas melhorias, mostrar ao mundo que você não veio a passeio e deixar um legado tecnológico para as pessoas, a carreira em Ciência da Computação ou em Análise e Desenvolvimento de Sistemas parecem ser as melhores opções para você!

Ainda não se convenceu de que essa é a sua área e quer entender um pouco mais sobre o seu perfil, então eu deixo aqui um material super bacana pra te ajudar a entender quais carreiras são para você, beleza?

Ah, ficou alguma dúvida? Gostou? Quer fazer uma sugestão ou não encontrou algum assunto que procurou aqui no blog? Comenta ali embaixo e vamos te responder o quanto antes, beleza?

Então até a próxima!