INTRODUÇÃO

O curso de Educação Física tem como foco formar profissionais capazes de promover a saúde e a capacidade física por meio do ensino e prática de atividades corporais. Já falamos por aqui sobre algumas características do curso e do perfil necessário ao futuro educador físico.

No texto abordamos as diversas atuações possíveis para o profissional formado com bacharelado em educação física, tendo como mercado de trabalho as academias, hospitais, postos de saúde, ONGs, empresas, clínicas e até mesmo hotéis ou acampamentos. O profissional também pode ser personal trainer e atuar nos setores organizacionais e administrativos do esporte.

O bacharel em Educação Física atua principalmente com a supervisão de programas de exercícios físicos, ginástica, jogos, artes marciais, dança, além de ser capacitado para auxiliar no tratamento de portadores de deficiência e preparar atletas de diversas modalidades esportivas.

No texto de hoje iremos explorar o outro lado da formação em Educação Física, a licenciatura, que permite a atuação em escolas. Neste artigo vamos falar sobre a importância da educação física infantil e a sua relação com o desenvolvimento integral da criança!

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL

O início da escolarização da criança acontece na chamada Educação Infantil, onde as ferramentas mais efetivas para o processo de ensino e aprendizagem são a imaginação e a fantasia do aluno. A Educação Infantil, refere-se às instituições de atendimento às crianças de 0 a 6 anos de idade, e são mais comumente conhecidas como creches e pré-escolas.

De acordo com o especialista em educação e planejamento, Prof. Celso Vasconcellos, toda criança precisa de uma rotina adequada às suas necessidades. Com o desenvolvimento das habilidades motoras e da fala, a criança sente a necessidade de explorar o espaço. Nesse momento as funções motoras agem como uma forma de expressão e exteriorização do pensamento, por isso a importância de acolher a criança em ambientes aconchegantes e seguros, permitindo a exploração do espaço.

Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a criança é um sujeito, como todo ser humano, que está inserida em uma sociedade, por isso deve ter assegurado uma infância enriquecedora no sentido de seu desenvolvimento, seja psicomotor, afetivo ou cognitivo. Ou seja, a criança precisa ser estimulada no seu desenvolvimento, permitindo que ela adquira habilidades motoras, mentais e sociais básicas.

A educação infantil trata de desenvolver as esferas cognitiva, motora e afetiva, sendo um ótimo período para desenvolver as potencialidades do indivíduo. Por isso, é necessário estimular a criança por meio de um projeto organizado e pedagógico da atividade motora, assim, desde pequenos os alunos irão adquirir conhecimentos fundamentais para o seu próprio desenvolvimento.

A Educação Física tem um papel primordial de proporcionar a diversidade de experiências às crianças, promovendo situações de criação, invenção, descobrimento e reelaboração. É um espaço onde através de experiências com o corpo, com materiais e interações sociais, as crianças descobrem os próprios limites, enfrentam desafios e conhecem, e valorizam, o próprio corpo, se relacionando com outras pessoas e percebendo a origem do movimento, expressando sentimentos e utilizando a linguagem corporal.

O educador físico possui ferramentas que permitem o desenvolvimento infantil de forma bastante prazerosa e efetiva. Por meio de jogos e brincadeiras o profissional da Educação Física auxilia no desenvolvimento dos planos motor, afetivo ou cognitivo, o que pode proporcionar hábitos de vida saudável e qualidades de vida futura.

COMO ALCANÇAR O DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DA CRIANÇA?

Segundo especialistas, o ser humano é integrado à comunidade em que vive, e o corpo é a porta de entrada para permitir os avanços das habilidades individuais de cada sujeito. Portanto, trabalhar diferentes possibilidades corporais em conjunto é uma forma de atingir o desenvolvimento integral da criança. O educador físico precisa estar atento a oferecer o maior leque possível de atividades, trabalhando ações motoras, gerando diferentes desafios e contribuindo para o desenvolvimento do aluno.

O educador físico deve estar sempre atento a buscar o desenvolvimento integral da criança, oferecendo o maior número de possibilidades de desafiar o corpo do aluno, desenvolvendo em conjunto ações cognitivas, afetivas e motoras.

Através do movimento, da ação, da experiência e da criatividade, a criança alcança o seu desenvolvimento global o que permite que ela conquiste plena consciência de si mesma, da sua realidade corporal que sente, pensa e se movimenta no espaço, garantindo a ela uma compreensão de conceitos como tempo e a própria realidade.

A RELAÇÃO ENTRE A EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL E O DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DA CRIANÇA

A educação física infantil desenvolve novas experiências, vivenciadas com outras pessoas fora do ambiente familiar. A criança interage e se desenvolve com outras crianças aflorando os aspectos cognitivos, sociais e afetivos, além de trabalhar o movimento, a linguagem corporal e a cultura, através de atividades lúdicas, jogos e brincadeiras.

De acordo com especialistas o desenvolvimento ocorre em vários domínios. As mudanças ocorridas no corpo, no cérebro, na capacidade sensorial e nas habilidades motoras são consequência do desenvolvimento físico, já o desenvolvimento cognitivo está relacionando com a mudança da capacidade mental por meio da aprendizagem, memória, raciocínio, pensamento e a linguagem. Temos ainda o desenvolvimento psicossocial que trabalha a capacidade de interação com o meio social, formando a personalidade.

A educação física representa um papel fundamental no aprendizado e no desenvolvimento dos indivíduos, desde que estabeleça situações desafiadoras para seus alunos. Um programa de educação física, bem estruturado desde as primeiras idades pode contribuir consideravelmente para o desenvolvimento motor sem acelerar o desenvolvimento.

O educador tem o dever de acompanhar os resultados do desenvolvimento individual das crianças e oferecer um contexto socioafetivo, além de estimular a criança a se desenvolver normalmente.

EDUCAÇÃO FÍSICA CRIATIVA

Em busca de oferecer os estímulos corretos às crianças e promover o desenvolvimento integral delas, é essencial que o educador físico trabalhe de forma criativa e dinâmica, explorando conceitos e capacidades diversas.

São diversas as práticas utilizadas no ensino da educação física infantil, e vamos listar algumas sugestões e suas implicações no desenvolvimento integral das crianças.

O vôlei sentado e o futebol de cinco são duas atividades que permitem o trabalho com conceitos de inclusão e respeito às pessoas com deficiência, por se tratarem de esportes considerados os mais populares dentre as modalidades paraolímpicas.

Com o objetivo de integrar a atividade esportiva ao cotidiano das crianças é importante demonstrar a importância da prática, explorando conceitos de respeito e aceitação com o próprio corpo; importância de uma alimentação saudável alinhada às práticas esportivas; desenvolver atividades criativas de aquecimento, demonstrando a importância desse momento; ressaltar a importância do esporte na vida das crianças, valorizando o próprio trabalho do educador físico; mostrar que o esporte é espaço para homens e mulheres de forma igual, incentivando a participação das alunas nas atividades em conjunto com meninos.

Além disso, o educador pode alinhar as atividades esportivas à preservação ambiental, despertando o interesse infantil pela vertente da natureza, incentivando a reciclagem na produção dos materiais esportivos; abordando questões de consumo e preservação da água, dentre outras atuações.

EDUCAÇÃO FÍSICA SEMPRE!

A presença do educador físico no ensino infantil é muito necessária, pois é nessa fase que a criança deve estar brincando, se movimentando e descobrindo o espaço e a si mesma.

A educação física deve estar presente em todas as etapas da educação, por ser a área do conhecimento humano que estuda o movimento, integrando corpo, cultura e linguagem. Dessa forma, as atividades físicas, as brincadeiras, os jogos, representam não apenas uma questão de benefício físico para a vida adulta, mas uma necessidade para o desenvolvimento cognitivo, psicológico e relacional do ser humano.

Como vimos, seja no bacharelado, seja na licenciatura, a educação física é necessária sempre! Se você se interessou pela área e deseja saber mais sobre os cursos e suas várias abordagens, temos mais informações sobre a Educação Física aqui.

Esperamos que o conteúdo desse artigo tenha sido bastante esclarecedor e inspirador para você. Nos encontramos na próxima!