Introdução

Eu duvido que você nunca comprou nada online, acertei? Hoje com toda a facilidade e até a falta de necessidade de sair de casa para fazer compras, o que mais se vê é gente nos e-commerces. Mas como as grandes lojas virtuais realizam o gerenciamento de estoque?

Já tinha parado para pensar nisso? Consegue entender como essa tarefa do setor de logística é importantíssima para o sucesso das empresas? Se você se interessou em saber mais sobre o assunto (principalmente se pretende fazer o curso de Logística), continue essa leitura esclarecedora!

O que é um e-commerce?

Antes da gente explicar como é feita a gestão de estoque de um grande e-commerce, vamos entender o que é esse modelo de empresa de fato? Eu sei que muita gente conhece o assunto, mas é importante nivelar os conhecimentos para ninguém sair desse texto com dúvida.

Para começar, vamos a tradução literal: comércio eletrônico. Mas nem todas as lojas online são definidas com esse termo, ok? Além dele, existe o marketplace. A diferença é simples, se liga aqui embaixo:

  • E-commerce: realiza suas transações financeiras por meio de dispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores e celulares de uma loja própria.
  • Marketplace: as transações ocorrem da mesma forma, porém esse tipo de negócio oferece uma plataforma comum para que várias empresas vendam seus produtos. Ela intermedeia o processo de cobrança e quase sempre assume uma certa parcela da responsabilidade sobre a garantia da entrega e da qualidade do produto vendido. (consulte sempre no regulamento das plataformas).

Viu? Não é um bicho de sete cabeças. Resumindo, o e-commerce são todas essas lojas online que você conhece: Extra, Magazine Luiza, GF em Casa, Amazon, Submarino, Netshoes, Walmart e uma infinidade de outras lojas que você com certeza conhece e consome.

Já como exemplos de marketplace, podemos citar o AliExpress, Enjoei, OLX, Mercado Livre e o Elo7.

Como realizar a gestão de estoque no modelo e-commerce?

Ter um bom gerenciamento de estoque é imprescindível para triunfar na internet. Com tantas lojas online disponíveis, a briga pelo melhor preço e prazo de entrega sempre acabam sendo itens de decisão de compra.

Sendo assim, o setor de logística se torna, junto do atendimento ao cliente, um dos setores mais importantes desse tipo de empresa. Para conseguir os resultados esperados, é imprescindível um profissional bem qualificado em logística. Também é necessário analisar alguns itens, que você confere a seguir.

1- Regularidade ao checar o estoque

Para saber qual quantidade de cada item você precisa comprar para suprir suas demandas, é necessário trabalhar com o princípio da previsibilidade. Beleza, mas o que que é isso?

É comprar com base na média de venda daquele produto por mês, para não adquirir muito e acabar tendo itens encalhados por muito tempo, o que acarreta em necessidade de promoções para manter o giro do estoque.

Para conseguir os dados corretos e fazer os cálculos de médias é essencial realizar as contagens regularmente e ter um bom profissional de logística responsável por isso. A rotina dessas revisões de produtos varia de acordo com a sua necessidade. Mas a partir do momento em que ela for identificada siga à risca.

2 – Selecionar qual o melhor tipo de estoque para a sua empresa

O tipo de produto que você oferece também pode influenciar no tipo de estoque. Existem cinco tipos que se enquadram melhor de acordo com as necessidades da empresa, do cliente e do produto em si.

Aqui embaixo estão todos eles, olha só:

  • Físico: é como se você tivesse uma empresa física. Esse é o modelo tradicional “a pronta entrega”, onde você tem um pouco de tudo o que vende guardado, esperando a venda. O risco é ter comprado muito de um produto que não agradou ao público, e depois precisar reduzir preços para conseguir vender e até ter espaço comprometido com itens encalhados.
  • Compartilhado: esse tipo de estoque costuma ocorrer em lojas físicas que decidem começar a vender também pela internet. Dessa forma, eles mantêm apenas um local de armazenamento para suprir as vendas da loja e do site. O risco de usar essa técnica é vender nos dois lugares o último produto. Já conseguiu imaginar a encrenca, né? Também deu pra entender o cuidado e a necessidade de possuir um sistema bem integrado para não ter esse tipo de problema, né não?
  • Descentralizado: para algumas empresas esse tipo de estocagem vale a pena, mas é necessário ser grande e ter vendas em alta escala para conseguir pagar as despesas dessa escolha. O estoque descentralizado consiste em ter depósitos espalhados em vários lugares. Assim, o produto é despachado do local mais próximo ao cliente, o que ajuda a economizar com envios, mas sem um sistema integrado e uma boa logística, os gastos serão muito altos.
  • Consignado: esse modelo depende de um bom acordo comercial com seus fornecedores. Ele é um dos melhores modelos, já que seguindo seus princípios, você adquire os produtos em regime consignado, e o que não for vendido pode ser devolvido ao fornecedor. O que significa menos produtos encalhados e riscos menores de ter prejuízo! Sem contar na possibilidade de poder testar novos produtos, ver se realmente terão aceitação.
  • Terceirizado: se pretende adotar essa modalidade, saiba que é necessário ter muito cuidado, afinal de contas você ficará “na mão” do fornecedor. Como assim? Você já vai entender, porque esse modelo é subdividido em dois:
    • Drop shipping: a empresa adquire os produtos de acordo com a demanda. Apesar de ter a vantagem de não ter nenhum produto parado e nem ter a despesa de alugar um espaço de armazenamento, você depende completamente dos prazos do fornecedor em produzir e enviar para você ou pro cliente diretamente.
    • Cross docking: aqui você usa do estoque do seu fornecedor. Ele mantém os produtos armazenados com ele, mas novamente você depende dos prazos dele de envio para o e-commerce ou diretamente ao cliente.

3 – Fornecedores de confiança

Para tudo isso dar certo, inclusive para acertar prazos de envio e formatos de estoque, é imprescindível ter uma boa carteira de fornecedores. Todo o processo de venda depende disso.

Já pensou, você pega um fornecedor descompromissado, conta com o produto nos prazos passados e eles nunca chegam quando você precisa, o que influencia no seu relacionamento com o cliente, prazos de entrega em atraso, reclamações e um monte de coisas que essa atitude acarreta de forma negativa para a empresa.

4 – Planejamento

Como tudo nessa vida, um bom gerenciamento depende diretamente de um bom planejamento mensal. O profissional responsável por todo esse trâmite, de solicitar novas compras e de realizar todo o processo de envio, é o gerente de logística.

Então é super importante contratar uma pessoa competente e formada para isso. Ter um processo organizado e bem feito compensará o investimento.

Uma carreira cheia de oportunidades!

Se você pretende estudar logística, fique sabendo que essa área pode te oferecer muitas oportunidades, ok? Poderá trabalhar em desde pequenas até a gigantes empresas internacionais e desempenhar tarefas importantíssimas para o bom andamento do empreendimento.

Além de tomar conta da estocagem de materiais/produtos, o setor de logística detém o controle de todo o trâmite para envio. Também precisa estar em contato direto com o setor de qualidade e de compras, para manter sempre um bom padrão de envio e armazenagem para os produtos, bem como não deixar faltar matéria prima.

Além disso, o graduado em logística não precisa necessariamente ficar preso a esse setor. Poderá trabalhar com compras, cadeia de suprimentos, gerenciando a armazenagem, realizando o inventário, prestando consultorias, e muitos outros cargos.

Um curso que também abrange matérias de logística é o de Administração. A diferença é que o curso de administração é mais amplo, absorve outras áreas e consequentemente é mais longo. Mas os dois podem disputar pelas mesmas vagas e carreiras no mercado de trabalho.

Bom, esperamos que esse artigo tenha te ajudado a enxergar a importância do profissional de Logística e também sido um divisor de águas na sua decisão pelo curso! Qualquer dúvida, não esqueça de nos chamar ali no box de comentários!

Até a próxima!