Você é apaixonado por música? Sabe cantar ou tocar algum instrumento? Já pensou em compor canções para grandes artistas, para aquela sua banda favorita, sonhou em fazer trilhas sonoras para filmes ou participar de uma orquestra?

Se a sua resposta foi afirmativa para todas (ou quase todas) as perguntas acima, então o curso de música pode ser o caminho certo para transformar o seu hobby na profissão dos seus sonhos.

É uma carreira cheia de possibilidades e, para se tornar um profissional de sucesso, é preciso ter força de vontade e bastante dedicação para encarar horas de ensaio e muito, muito, mas muito estudo! Por isso, preparamos esse texto para você conferir mais informações sobre esse curso e algumas dicas que poderão lhe ajudar a fazer a melhor escolha para o seu futuro profissional. Boa leitura!

Como escolher o melhor curso de música?

Agora que você já decidiu qual profissão quer seguir, o próximo passo é pesquisar sobre as faculdades que oferecem o curso que você procura e descobrir o estilo de ensino que mais se adapta às suas necessidades.

E para fazer uma escolha mais consciente e efetiva, existem alguns tópicos importantes que você poderá utilizar nessa avaliação:

  • confira se a instituição de ensino que você almeja é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e qual a posição que ela ocupa no ranking das faculdades;

  • busque os indicadores de qualidade da universidade e também do seu curso. Por meio de fatores como os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), infraestrutura e qualificação dos professores, o Índice Geral de Cursos, o IGC, que avalia a qualidade dos cursos de graduação e pós-graduação das faculdades de todo o Brasil;

  • falando em qualificação de professores, procure conhecer mais sobre o corpo docente da sua faculdade. Descubra quantos mestres e doutores a instituição possui, há quanto tempo lecionam, qual a sua experiência profissional e os projetos de pesquisa desenvolvidos em suas disciplinas;

  • avalie a sua grade curricular para conhecer as matérias que você terá ao longo do curso e verificar se estão atualizadas e de acordo com as exigências do mercado de trabalho;

  • descubra se a instituição oferece diferenciais acadêmicos como opções de intercâmbio, parcerias com outras universidades conceituadas na sua área, projetos de iniciação científica e outras atividades extracurriculares que podem fazer a diferença na sua formação;

  • se você optou por uma faculdade privada, além de verificar se a mensalidade se encaixa no seu orçamento, confira se existe a possibilidade de descontos, bolsas de estudo ou financiamentos estudantis. Aliás, economizar é sempre bom;

  • e, por último, mas não menos importante, tente conversar com alunos e ex-alunos da sua faculdade e, se possível, do curso que você está buscando. Vale a pena conhecer a opinião de quem já conhece o dia a dia da universidade na prática.

Ah, e fique de olho também nas modalidades de ensino oferecidas: para quem gosta do dia a dia do campus, de estar em sala de aula de interagir com colegas e professores, um curso presencial é a escolha ideal. Já para quem precisa de flexibilidade de horários para estudar ou tem que conciliar a faculdade com o trabalho, a graduação a distância é uma boa pedida. Mas é preciso ter bastante disciplina e dedicação para dar conta das matérias e não perder o prazo de entrega das atividades ou de fazer as provas.

Como é o vestibular?

Além de se sair bem nas provas que abordam os conhecimentos gerais aprendidos nas disciplinas do ensino médio como português, matemática, história, geografia, química, física etc., para assegurar a aprovação no curso de música você também precisa passar por uma prova de habilidades específicas, o famoso teste de aptidão.

Nesse momento, serão avaliadas as competências técnicas e também as habilidades de cada candidato. Por isso, é muito importante que você já tenha uma alfabetização musical anterior para ser aprovado no vestibular e garantir uma formação mais aprofundada dentro da universidade.

Que conhecimentos serão aprendidos durante a graduação?

Matérias mais abrangentes como teoria musical, história da arte e conhecimentos sobre os recursos tecnológicos aplicados à música certamente farão parte da sua relação de disciplinas. No entanto, a sua grade curricular pode variar de acordo com a especialidade que você escolher.

Para os alunos que optarem pela licenciatura, o curso será focado na formação do professor para lecionar em conservatórios, institutos de música, além de escolas públicas ou particulares para alunos da pré-escola, ensino fundamental e médio. E para receber o diploma, será necessário realizar um estágio obrigatório.

No bacharelado, as opções de escolha são bastante amplas. Além de se decidir entre as categorias popular e erudita, o aluno ainda têm diferentes tipos de habilitação à sua disposição. Veja alguns exemplos:

Canto

Permite a atuação em musicais, óperas e gravações em estúdio. O profissional desta área também é responsável pela organização e preparação vocal de corais.

Instrumentos

Essa formação é dividida nas categorias cordas, sopro e percussão. E o especialista na área poderá se apresentar como solista, participar de bandas ou ingressar em orquestras.

Composição e arranjo

Além de criar partituras para grupos musicais, instrumentistas ou cantores, esse músico poderá compor trilhas sonoras para filmes, musicais, óperas ou comerciais publicitários.

Regência

Com essa habilitação, o profissional será responsável pela organização e direção de orquestras e corais, escolhendo as peças que serão executadas e conduzindo os músicos durante os ensaios e apresentações.

Seja na modalidade presencial ou na EAD, a graduação tem duração média de 4 anos, exceto para as habilitações em composição e regência, que podem ter uma duração aproximada de 5 ou 6 anos.

E aí, está preparado para ingressar no curso de música e iniciar a sua caminhada rumo ao futuro profissional? Será uma rotina intensa e de trabalho árduo, mas, com certeza, muito gratificante e cheia de novos aprendizados a cada dia!

E se você quiser solucionar outras dúvidas sobre carreiras, conferir dicas e informações interessantes que vão deixar você por dentro de tudo o que acontece no universo acadêmico, assine agora a nossa newsletter.